INCLUSÂO: TECNOLOGIA ASSISTIVA

QUEBRA CABEÇA BRANCO COM UM COMPUTADOR DESKTOP, NOTEBOOK, IPAD E CELULAR NOS QUATRO CANTOS E UM BONECO AZUL NO MEIO

TECNOLOGIA ASSISTIVA

De acordo com o Technology Related Assistance for Individuals with Disabilities, act public (1998) a tecnologia assistiva é definida como: “[...] qualquer item, peça de equipamento ou sistema de produtos, quando adquiridos comercialmente, modificados ou feito sob medida, que é usado para aumentar, manter ou melhorar as habilidades funcionais do indivíduo com limitações funcionais.”
No Brasil, a definição da CORDE (2009), inclui aspectos muito importantes em sua definição como a interdisciplinaridade e a clarificação do termo funcionalidade.
De acordo com a CORDE (Comitê de ajudas técnicas), in: Galvão Filho et al (2009) a tecnologia assistiva pode ser definida como uma área do conhecimento, de característica interdisciplinar, que engloba produtos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que objetivam promover a funcionalidade, relacionada à atividade e participação de pessoas com deficiência, incapacidade ou mobilidade reduzida, visando sua autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social.
Em outras palavras, pode-se dizer que a tecnologia assistiva se converte em todo o arsenal de recursos que contribuem para promover ou ampliar as habilidades funcionais das pessoas com deficiência com vistas a alcançar uma vida independente e com qualidade.
De acordo com Sassaki (1996), a tecnologia assistiva pode ser definida como a: [...] a tecnologia destinada a dar suporte (mecânico, elétrico, eletrônico, computadorizado etc.) a pessoas com deficiência física, visual, auditiva, mental ou múltipla. Esses suportes, então, podem ser uma cadeira de rodas de todos os tipos, uma prótese, uma órtese, uma série infindável de adaptações, aparelhos e equipamentos nas mais diversas áreas de necessidade pessoal (comunicação, alimentação, mobilidade, transporte, educação, lazer, esporte, trabalho e outras).
Sassaki (1996) coloca que o principal objetivo da tecnologia assistiva é proporcionar as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, uma maior independência através de sua comunicação, mobilidade, controle de seu ambiente, habilidades de aprendizado, trabalho e integração com a família, amigos e sociedade.
Bersch (2008) enfatiza que o principal objetivo da tecnologia assistiva é proporcionar a pessoa com deficiência maior independência, qualidade de vida e inclusão social através de sua comunicação, habilidades de aprendizado e acesso ao mercado de trabalho.
De acordo com as colocações de Bersch e Sassaki, pode-se enumerar uma série de objetivos da tecnologia assistiva, mas, pela sua definição, estes objetivos convergem para dois aspectos que são compensar as capacidades ausentes ou deficitárias superando as deficiências funcionais do indivíduo e promover a ampliação de uma habilidade funcional, que se encontra deficitária, ou possibilitar a realização desta quando se encontra impedida, através de recursos de baixa complexidade (sem componentes eletrônicos) e de alta complexidade (com componentes eletrônicos).
Para Pelosi (2003): a tecnologia assistiva engloba áreas como a comunicação suplementar e/ou alternativa, as adaptações de acesso ao computador, equipamentos de auxílio para visão e audição, controle do meio ambiente, adaptação de jogos e brincadeiras, adaptações de postura sentada e a integração dessa tecnologia nos diferentes ambientes como a casa, escola e local de trabalho.
O Comitê de Ajudas Técnicas (CAT), ligado à Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH/PR), aprovou a adoção da seguinte formulação para o conceito de TA: (…) área do conhecimento, de característica interdisciplinar, que engloba produtos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que objetivam promover a funcionalidade, relacionada à atividade e participação, de pessoas com deficiência, incapacidades ou mobilidade reduzida, visando sua autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social.
De acordo com o seu objetivo e uso, a escola pode lançar mão de uma gama variada de recursos, produtos e serviços que incluem aqueles de alta e baixa tecnologia, alta e baixa densidade, aparelhos e ferramentas, produtos comerciais e personalizados.

ativi614

Grupo formado por professores para divulgação de trabalhos na área da educação especial.