INCLUSÃO: O AUTISMO E AS CONDIÇÕES MÉDICAS

IMAGEM DE UM MENINO TAPANDO OS OUVIDOS COM A PALAVRA AUTISM ESCRITA ABAIXO

 

O AUTISMO E AS CONDIÇÕES MÉDICAS

 Centro para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC) relata que as crianças com autismo, ou outros transtornos do desenvolvimento, tem maiores chances de apresentar algumas condições médicas associadas tais como:

* 1,8 vezes mais propensos do que as crianças sem deficiências de desenvolvimento a ter asma,;

* 1,6 vezes mais propensas a ter eczema ou alergias de pele;

* 1,8 vezes mais propensas a ter alergias alimentares;

* 2,2 vezes mais propensos a ter fortes dores de cabeça crônicas;

* 3,5 vezes mais chances de ter diarréia crônica ou colite (inflamação do cólon).

Muitas pessoas afetadas pelo transtorno do espectro autista tem dificuldade em adormecer e manter o sono durante a noite. Isto tem sido mais estudado em crianças com TEA com pesquisas que sugerem que os problemas do sono crônico podem afetar até quatro em cada cinco. Os problemas do sono mais comuns envolvem dificuldade em adormecer e constante despertar durante a noite. Algumas crianças têm prolongado despertares noturnos ou despertar muito cedo pela manhã.

Sabemos que o sono interrompido e insuficiente pode resultar em sonolência diurna, problemas de aprendizagem e problemas comportamentais, tais como hiperatividade, desatenção e agressão.

Existem muitas razões potenciais para a falta de sono em crianças com transtorno do espectro autista, incluindo causas neurológicas, comportamentais e problemas médicos. Alguns estudos iniciais sugeriram alterações nos sistemas cerebrais que regulam o sono. Alguns estão olhando para os níveis de hormônios como a melatonina, que é conhecido por afetar o sono.

Os problemas de sono decorrem de diversos fatores, tais como: a falta de um rotina de sono regular, vários despertares noturnos que dificultam  retomada do sono, problemas médicos, refluxo gastrointestinais, epilepsia, ansiedade, entre outros.

Para ajudar o autista a dormir melhor podemos adotar hábitos como horário certo para dormir e acordar, cuidar a luminosidade mantendo uma luz baixa, dormir de 7 a 8 horas por noite, desligar computadores e televisores 30 minutos antes de dormir, oferecer um lanche leve antes de dormir.

Fonte: Autism Speaks

ativi614

Grupo formado por professores para divulgação de trabalhos na área da educação especial.