INCLUSÃO: AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO ESPECIAL

LOGOTIPO-ESCRITO-TECNOLOGIAS-NA-EDUCAÇÃO-ENSINANDO-E-APRENDENDO-COM-AS-TIC.jpg

AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO ESPECIAL

Lévy (1999); afirma que novas maneiras de pensar e de conviver estão sendo elaboradas no mundo das telecomunicações e da informática.
Desta forma, as relações entre os homens, o trabalho e a própria inteligência dependem, na verdade, da metamorfose incessante de dispositivos informacionais de todos os tipos. Escrita, leitura, visão, audição, criação e aprendizagem são capturadas por uma informática cada vez mais avançada.

 
As tecnologias de informação e comunicação, nesta visão, podem ser definidas como um conjunto de recursos tecnológicos, utilizados de forma integrada, com o objetivo de incrementar a aprendizagem e, quando associadas à tecnologia assistiva, convertem-se em ferramentas que promovem a acessibilidade.

 
Nos dias de hoje, nossas crianças e adolescentes passam o dia todo sendo bombardeados por imagens e sons por vários meios de comunicação como a televisão, outdoors, internet, música, rádio, livros e filmes.

 
Contudo, segundo o autor, para que estes avanços tecnológicos repercutam como ferramentas de cunho pedagógico, os docentes e alunos devem estar formados, instrumentalizados, capacitados e informados sobre as suas possibilidades de utilização e de como tirar proveito destas ferramentas para maximizar e potencial dos alunos e incrementar o processo de ensino e aprendizagem.

 
Melo e Pupo (2010) colocam que as TIC favorecem a produção de livros digitais em texto, formatados para a impressão em Braille, com e sem descrição das representações gráficas, áudio livros, livros em formato Daisy, com textos ampliados e em libras.

 
Desta forma, as colocações dos autores salientam que o potencial de alunos que possuem limitações de ordem sensorial e cognitiva pode ser maximizado, por estes recursos, redefinindo os conceitos de limitação e incapacidade.

 
Os autores colocam que o termo Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) refere-se à conjugação da tecnologia computacional ou informática com a tecnologia das telecomunicações que tem, na Internet, a sua mais forte expressão.

 
Sendo assim, pode-se afirmar que estas tecnologias, quando usadas para fins educativos, podem apoiar e melhorar a aprendizagem dos alunos e desenvolver ambientes de aprendizagem, onde os autores consideram as TIC como um subdomínio da Tecnologia Educativa.

 
Para Fino (2006), um grande número de: [...] professores em serviços nas escolas não superiores, fez a sua formação inicial sem ter tido qualquer espécie de formação relacionada com o uso de software, independente do rótulo com que se apresente, e tem anos a fio em escolas onde essas matérias têm ficado a cargo de um pequeno grupo de docentes mais pioneiros.

 
Essa afirmação ratifica a ideia de que o uso das TIC, como apoio a educação, exige dos docentes um conhecimento aprofundado na área da informática, tecnologia assistiva e de tecnologias de informação e comunicação.

 
Através do conhecimento de como funciona o ambiente informatizado, de quais os recursos podem ser usados com cunho pedagógico e de como estes podem apoiar o processo de ensino e de aprendizagem, é que os docentes podem efetivamente selecionar e avaliar os materiais adequados a ponto de criar um ensino dinâmico, criativo, eficiente e significante.

ativi614

Grupo formado por professores para divulgação de trabalhos na área da educação especial.